Nanismo

0

Relativo a uma estatura anormalmente baixa para a idade e raça.

Existem vários tipos de nanismo: o dos nanismos proporcionais, onde a estatura do indivíduo é baixa, mas o tamanho dos órgãos mantêm a mesma proporção; e os nanismos desproporcionais, também chamados displasias esqueléticas, onde o tamanho do indivíduo é bem mais baixo que o normal, porém alguns órgãos mantém-se em tamanho maior em relação à altura, em comparação com os indivíduos não-nanistas.
O tipo mais conhecido de nanismo proporcional é o nanismo pituitário, enquanto os tipos mais comuns de nanismo desproporcional são a acondroplasia e a hipocondroplasia, em que há encurtamento dos membros e algumas displasias em que há acometimento severo da coluna vertebral.
Ocasionalmente, o termo nanismo é aplicado somente às baixas estaturas desproporcionais. Ambos os tipos de nanismos normalmente têm causas genéticas e podem ou não ser hereditários.
A acondroplasia é causada por uma anomalia genética, cujos sintomas são, entre outros, braços e pernas curtos, costas e pernas arqueadas e rosto grande. Sabe-se que quando um dos pais tem acondroplasia, a probabilidade do filho ter o mesmo problema é de cerca de 50 por cento. O gene da acondroplasia foi identificado, em 1994, por uma equipa de cientistas, liderada por John Wasmuth, da University of California em Irvine, nos Estados Unidos.

Partilhe.

Comentários estão encerrados.