O que é Acupuntura?

0

O que é Acupuntura?

A Acupuntura trata as doenças por meio de agulhas, que inseridas em determinados lugares do corpo (pontos de Acupuntura) estimulam o aumento do fluxo da energia Qi, e aplicando certos meios de manipulação, pode curar uma enfermidade, isto é, reequilibrar o órgão ou área em desequilíbrio.

A Acupuntura Chinesa tem, demonstrado nos últimos 4.000 anos, sua eficiência nos tratamentos de alívio das dores em geral (tanto crônicas como agudas).

História

Há mais de 4 mil anos, os chineses utilizam a acupuntura como meio para a cura e tratamento de diversos males. A técnica consiste em encontrar a harmonia do corpo e da mente através de canais, conhecidos como “meridianos de energia”, que percorrem todo o corpo. O tratamento é feito através da inserção de finíssimas agulhas em determinados pontos dos canais, que são chamados de “pontos de acupuntura”. A estimulação desses pontos permite a ativação ou sedação da energia que circula ao longo desse meridiano.

Esta energia é a que regula todos os órgãos de nosso corpo, permitindo que estejamos sempre em harmonia com os nossos pensamentos e emoções. Com isso, conseguimos o estado de plena saúde.
A colocação das agulhas provoca pouca ou nenhuma dor. E pode ser realizada sem o uso de agulhas, sendo substituídas por outros instrumentos que atuam da mesma forma.
O tratamento abrange a maioria das doenças, sendo que para cada caso, exige-se uma avaliação prévia, quando o acupunturista poderá então considerar qual o tratamento mais adequado, bem como os resultados que serão obtidos.
Considerando-se que a acupuntura não envolve o uso de medicamentos e seus efeitos colaterais, a sua atuação final é considerada menos custosa em termos não apenas financeiros, mas também no ganho em saúde geral do paciente.

Como a técnica é feita?
A técnica em si consiste em estimular certas regiões anatômicas, como já dissemos denominadas pontos de acupuntura. Os pontos de energia podem ser ativados por estímulos físicos tais como: dedo, esfera metálica, calor, eletricidade, magnetismo, cor, laser, esparadrapo e agulha, que ainda é o instrumento mais conhecido, simples, prático e quase indolor, visto que as agulhas de acupuntura são muito finas e a introdução na pele é feita através de técnicas especiais, permanecendo no corpo por um período médio de 20 a 40 minutos.
Além do corpo físico, os acupunturistas consideram a existência do Ki (energia), que circula através de canais invisíveis chamados meridianos, os quais formam uma rede interligando os pontos de Acupuntura, os órgãos, os tecidos e todas as células. As doenças são observadas e analisadas como disfunções energéticas onde o Ki (energia) não circula fluentemente pelos meridianos, surgindo então áreas congestionadas com excesso, e outras deficientes.
Acupuntura causa dor?
Uma das perguntas mais comuns que nos fazem é se a Acupuntura é dolorosa, se o paciente sente dor na inserção das agulhas. A resposta que passamos é através da explicação de que as agulhas mais usadas têm mais ou menos a espessura de um fio de cabelo, cerca de 10 vezes mais fina que uma agulha comum de injeção. Assim, explicamos que, a aplicação das agulhas costuma ser quase totalmente indolor.

Como é feita a Avaliação do paciente?

A avaliação energética é realizada através do relato do cliente, momento em que o terapeuta é um ouvinte atencioso a cada informação que lhe seja passada, seguido este diálogo do exame da língua, da palpação do corpo, da análise do pulso radial, e avaliação do estado geral..

Os acupunturistas utilizam-se também dos recursos da Lei dos 5 Elementos (Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água), que envolvem não apenas o ser humano, mas os alimentos, a natureza, e tudo o que nos cerca. Do micro ao macrocosmo os chineses desenvolveram uma interpretação do estado do ser humano e das coisas que o cercam.

Partindo do princípio de que: – “Quantidade afeta qualidade em qualquer coisa na vida”, podemos entrar em desequilíbrio energético, seja por falta ou por excesso de energia nos órgãos que compõe nossa natureza física.

Os antigos chineses observaram 12 “órgãos” que são responsáveis pela saúde quando estão em equilíbrio, são eles:

  • Pulmões/Intestino grosso (Metal)
  • Estômago/Baço-pâncreas (Terra)
  • Circulação-Sexo/Triplo aquecedor (Fogo)
  • Coração/Intestino delgado (Fogo)
  • Bexiga/Rins (Água)
  • Vesícula biliar/Fígado (Madeira)



Por cada um destes “órgãos” circula a energia Qi deslocando-se, no nível subcutâneo, através de linhas preferenciais denominadas meridianos. Esses canais imateriais conduzem a energia diferenciada em variadas combinações Yin-Yang, cujos fluxos se intercambiam alternante e complementam no corpo, constituindo um sistema responsável pela defesa, regulação e ressonância do organismo em relação às influências cósmicas.

Saúde implica, em primeiro lugar, na circulação adequada da força vital através de canais livres e desimpedidos.

Cada meridiano é formado por um número determinado de pontos que transmitem a energia em sentido e ordem sempre constantes. Existem vários tipos de meridianos conforme a função que desempenham, sendo 14 considerados importantes – 12 meridianos principais (pares e simétricos) e 2 meridianos extras (ímpares). Os demais, destituídos de pontos próprios, são os meridianos virtuais que somente se manifestam nos estados patológicos e os meridianos de ligação denominados Vasos Secundários.

A Acupuntura é segura?
A acupuntura, desde que praticada por um profissional capacitado é um método seguro e sem efeitos colaterais.
Hoje em dia, com o uso de agulhas descartáveis ou individuais, o risco de contaminação praticamente desaparece. Outro dado importante é que a agulha utilizada é do tipo fechada, o que impossibilita o acúmulo de qualquer substância no seu interior.
Em geral, o tratamento tem a duração de 10 a 20 sessões. O intervalo entre as sessões depende da intensidade dos sintomas. Nos problemas crônicos, as sessões geralmente são semanais. Os resultados já podem começar a aparecer desde a primeira sessão ou então há uma melhora progressiva.
A colocação das agulhas é feita por todo o corpo, nos pontos ao longo dos meridianos. As sessões são feitas com a pessoa deitada, mas pode ser feita também com o paciente sentado. O tempo de cada sessão em média dura cerca de 60 minutos, podendo ser aumentadas ou diminuídas em função do estado da pessoa.
Quais as vantagens da acupuntura?
A Acupuntura pode tratar inúmeras doenças e aliviar muitas dores e deve ser enfatizado que também é um tratamento preventivo, ou seja, a Acupuntura pode ser aplicado no indivíduo sadio, para estimular seu sistema imunológico, suas energias, permitindo assim prolongar seus períodos de bem-estar e de saúde. Assim, explicamos que a circulação harmoniosa das correntes energéticas pelo corpo impede o aparecimento das doenças. A ACUPUNTURA TRATA O INDIVÍDUO COMO UM TODO.
INDICAÇÕES MAIS COMUNS PARA O USO DA ACUPUNTURA
  • Fibromialgia,
  • Dores lombares,
  • Desvios de coluna,
  • Artrose (bico de papagaio) dos joelhos, coluna, pescoço, ombro (bursite),
  • cotovelo e etc,
  • Artrites,
  • Espondilite anquilosante,
  • Tendinites,
  • Esporão do calcâneo,
  • Traumas desportivos,
  • Problemas do nervo ciático,
  • Stress
  • Depressão,
  • Dores do nervo trigémeo,
  • Bruxismo,
  • Labirintite,
  • Insônia,
  • Falta de memória,
  • zumbidos,
  • AVC
  • Paralisia facial,
  • Enxaqueca,
  • Tabagismo,
  • Abuso de drogas.
  • Hipo e hipertireoidismo,
  • Obesidade,
  • Diabetes,
  • Síndrome dos ovários policísticos,
  • Infertilidade,
  • Tensão pré-menstrual,
  • Endometriose,
  • Mioma uterino,
  • Síndrome do climatério (sintomas da menopausa),
  • Cólicas menstruais,
  • Falta de libido (ausência de vontade de fazer sexo),
  • Vaginismo,
  • Dor à relação sexual,
  • Ejaculação precoce,
  • Disfunção erétil,
  • Asma,
  • Rinite,
  • Sinusite,
  • Apnéia do sono.
  • Dermatites de contato e alérgicas,
  • Psoríase,
  • Gastrite,
  • Úlcera,
  • Refluxo gastroesofágico,
  • Dispepsias,
  • Prisão de ventre
  • Outros

 

Fonte: Acupunturaparasaude

Partilhe.

Deixe o seu comentário