Dia Nacional de luta contra a Obesidade

0

O mais recente estudo realizado em Portugal sobre a incidência da obesidade revela dados alarmantes: mais de metade da população tem excesso de peso, e destes 14,2 por cento são casos de obesidade. Ou seja, no nosso país existe já mais dum milhão e meio de obesos, a quem o Serviço Nacional de Saúde não consegue dar uma resposta adequada.

Cerca de 5 milhões de portugueses têm pesopeso a mais

• Em Portugal, a taxataxa de prevalência prevalênciaprevalência da pré-obesidadeobesidade e obesidade é de 53,6%
• 14% dos Adultos tem obesidade
• 1,4% dos adultos tem obesidade mórbida
• 31% das crianças e adolescentes portugueses têm excesso de peso
• A obesidade é a “epidemia do século XXI”

A obesidade, que a Organização Mundial de Saúde considera “a epidemia do século XXI”, é uma doença doença crónica e constitui um dos mais graves problemas de saúde pública que o nosso país enfrenta. Apesar da incidência incidência ter aumentado para o triplo nos últimos vinte anos, o tratamentotratamento da patologia patologiacontinua a não ser comparticipado, e o SNS só consegue tratar os casos muito graves, a denominada “obesidade mórbida”.

Em Portugal, o excesso de peso atinge também crianças e jovens e é já motivo de preocupação. A prevalência da pré-obesidade e obesidade em idadeidade pré-escolar, escolar e adolescente é de 31 por cento, com 10 por cento de casos de obesidade.
Os problemas decorrentes da obesidade ultrapassaram a questão estética. A patologia está relacionada com um maior risco de doenças e de mortalidade mortalidademortamprecoce. Nas doenças associadas destacam-se a diabetes tipodiabetes tipo 2 e as doenças cardiovasculares. A diabetes tipo 2, que em cerca de 80 por cento dos casos ocorre em obesos, tem prevalência crescente e neste momento já atinge crianças e adolescentes. As doenças cardiovasculares relacionam-se com estas duas condições – obesidade e diabetes – e são, a par do cancrocancro, uma das grandes causas de mortalidade precoce.

Assim, em 2009, o dia 23 de Maio, Dia Nacional da Luta Contra a Obesidade, transforma-se, por iniciativa da ADEXO – Associação dos Obesos e Ex-Obesos de Portugal, em Dia Nacional de Luto pela Obesidade. Carlos Oliveira, presidente da ADEXO, afirma que “estamos de luto pelas cerca de 9 mil pessoas com obesidade que, desde 2004, morreram e continuam a morrer nas listas de espera para consultaconsulta e nas listas de espera para cirurgiacirurgia de tratamento da obesidade. Estamos de luto, não porque não se tenha feito nada, mas sim porque nada do que está feito que necessite de investimento é implementado pelos serviços do Ministério da Saúde”.

Fonte: Médicos de Portugal

Partilhe.

Deixe o seu comentário